Como funcionam os planos de Previdência Privada?

Investir em Planos de Previdência Privada é uma maneira de obter uma categoria de aposentadoria sem precisar depender tanto do INSS. Se você tem um desejo de ter um investimento com um retorno significativo, esse é o momento.

Econommia

Como Investir

Publicado em

previdência-privada-2

Aposentadoria

Os planos de previdência privada vão ajudar a resolver o problema da aposentadoria, que muitas vezes é deixado de lado. Isso pode dar um grande problema depois, porque a velhice chega para todos.

Nas próximas linhas você entenderá como funciona esse processo.

O que são Planos de Previdência?

Em primeiro lugar não são fundos de investimentos, mesmo sendo parecido em muitos aspectos. O objetivo desse negócio é fazer com que o dinheiro seja guardado, sendo um recurso a mais para a aposentadoria.

No formato de planos da previdência, as empresas do ramo financeiro atuam na administração. É um processo que tem a ver com pacotes, que ao serem gerenciados, ajudarão a dar uma renda futura à pessoa.

Já no caso dos fundos da previdência, o investidor vai buscar um plano que, ao ser contratado, será aplicado em fundos da previdência. Todo esse processo tem um certa durabilidade que após acumulada poderá ser utilizada como aposentadoria.

As formas de planos da previdência são duas, as abertas e as fechadas.

Planos abertos: esse tipo de plano pode ser para qualquer pessoa, vendido pelas empresas, então é só adquirir e seguir algumas regras.

Planos Fechados: nesse caso, é criado para funcionários ou associados da empresa.

Tipos de Previdência Privada

Para você investir na previdência privada é importante que saiba quais são os dois tipos. Veja:

PGBL: para quem paga imposto de renda essa é a mais sugerida, neste plano benefícios fiscais podem ser aproveitados. O limite de custo de sua renda tributável chega a 12% ao ano.

Esse tipo de cálculo do PGBL é dedutível, assim o valor do IR pago será menor a cada ano. Isso acontece porque todos os gastos necessários em cima do lucro devem ser retirados, aí o restante é calculado.

Essa dedução faz com que o ganho arrecadado seja maior, mas no resgate do dinheiro será cobrado todo o montante.

VGBL: é para investidores que fazem a declaração do imposto de renda no modelo simplificado. Onde pode ser investido mais de 12%, sendo uma desvantagem devido não ser possível uma dedução da base de cálculo do IR.

A parte boa é que não é descontado imposto do valor total, mas somente do lucro obtido no processo até o recebimento.

Aplicações mensais e depósitos extras

Quase tudo na vida precisa de planejamento, assim como os planos de previdência privada. Há diversas propostas, depende do que for escolhido, pode haver várias regras a serem cumpridas.

Veja alguns planos:

  • Aqueles que podem iniciar do zero sem algum recurso

  • Mensai com aplicações pequenas inicialmente, a partir de R$25

  • Planos que não exigem contribuição todos os meses.

Cada uma dessas formas de planos tem a sua vantagem. Por isso, deve ser considerado cada detalhe, seu perfil, o que deseja de retorno.

Últimas Considerações

Os planos da previdência privada ajudarão muitas pessoas que desejam essa forma de aposentadoria. O que deve ser feito é sempre uma análise de si mesmo e ver se está disposto a fazer alguma administração para cumprir o objetivo.

Esse artigo é um entre vários que temos em nosso blog com o assunto de economia, acesse agora mesmo. Qualquer dúvida, pergunte.


COMPARTILHE

Resumo do Mercado