Como Funcionam os Fundos Multimercados?

Para quem gosta de diversidade no mercado financeiro é ótimo saber como funcionam os Fundos Multimercados. Isso porque eles possuem apenas um tipo de produto, mas com vários ativos para se negociar.

Econommia

Mercado Financeiro

Publicado em

Como Investir nos Fundos Multimercados

O que são fundos Multimercado?

O próprio nome já está afirmando que existe um investimento em várias categorias de mercado, como no caso de ações, debêntures, renda fixa, etc.

Esse estilo de investimento oferece diversos fatores de risco, sem compromisso de concentração. Mas, em simultâneo, oferece mais oportunidade de ganho do que os tipos mais comuns de investimento.

Os ganhos podem ser maiores que os investimentos mais comuns porque usam técnicas que possibilitam isso. Assim, com essa maneira de trabalhar, o investidor fica mais livre e o gerenciamento fica melhor.

Como funciona os fundos do Multimercado

Além de saber o que são fundos de mercado é importante saber como é o seu funcionamento. Assim como outras formas de investimento, no multimercado é uma ação em conjunto.

A ação de investimento em conjunto no multimercado envolve vários negociantes, que aplicam o seu investimento em simultâneo.

Esse investimento é feito no mercado de capitais e financeiro. Os ganhos nesse tipo de investimento são distribuídos para cada negociante e será proporcional ao que colocou no mercado. Isso conta tanto as perdas como os ganhos.

A valorização do investimento dependerá de dar certo ou errado, seguindo todas as regras pré definidas por um gestor.

O multimercado tem rendimento, resgate, custos e tributação que faz parte de seu funcionamento.

Rendimento: o rendimento é bom, porque pode ser aplicado tanto em renda variável quanto fixa Embora a previsibilidade seja menor comparando com outras carteiras, pode haver lucro dobrado e até triplicado em um mesmo ano.

Resgate: elas são diferenciadas em alguns aspectos, podendo até ser lançadas para além do tempo proposto, depois da data de aplicação.

Além disso, pode ser previsto prazos ainda mais longos para resgate das cotas, sendo maior que o pedido. Isso dependerá da dificuldade de negociação, porque algumas cotas não são fáceis de trabalhar.

Custos: os custos dependerão de qual instituição você irá investir, porque normalmente há um gestor para ajudar a aplicar nos melhores investimentos. São cobradas taxas de administração, que terá um impacto no retorno do investimento.

As taxas serão conforme o patrimônio investido e o desempenho, contando que o retorno seja ainda maior do que o previsto. Assim, o gestor fará uma cobrança maior.

Tributação: ela acontece sobre o IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) e Imposto de Renda. As taxas do primeiro são cobradas com resgate menor que 30 dias. Mas as do IR dependerá do tempo e da rentabilidade.

Como escolher investir em fundos de Multimercados

Como você provavelmente ficou interessado em investir, considere esses detalhes:

  • Encontre a classificação de risco do fundo

  • Verifique se a aplicação mínima se encaixa no seu bolso

  • Análise a desempenho e rentabilidade

  • Descubra o benchmark

  • Compare o rating dos fundos.

Considerando esses detalhes, será melhor começar um investimento.

Últimas Considerações

Quando se aprende como funcionam os fundos multimercado, fica mais fácil fazer um grande investimento que traz um certo retorno. Cada ação praticada com sabedoria, levando boas instruções, aumenta os resultados.

Esse artigo foi informativo para você? Temos muito mais conteúdo neste blog sobre finanças, acesse agora mesmo. Se tiver alguma dúvida pode perguntar.


COMPARTILHE

Resumo do Mercado