Como Funcionam os Fundos Imobiliários e como Investir?

Imagine viver de renda de aluguéis sem ter que pagar um imóvel, IPTU e tantas outras coisas? Se você saber como funcionam os fundos imobiliários entenderão cada detalhe.

Econommia

Como Investir

Publicado em

Como Funcionam os Fundos Imobiliários

Pagar condomínio?

Pagar condomínio, reformas, não é uma coisa que todo mundo gosta devido ao gasto, mas pela necessidade. Com fundos imobiliários não terá essa preocupação.

Aplicar o dinheiro em fundos imobiliários vem crescendo na carteira, se tornando uma grande alternativa, sem precisar investir em algo físico.

O que são fundos imobiliários?

Muitos dos investimentos modernos fazem aplicação financeira em conjunto, não diferem com os fundos imobiliários. Nesse investimento, várias pessoas reúnem recursos em prol de um negócio lucrativo.

É feito uma espécie de condomínio de investidores que aplicam o dinheiro em determinado fundo imobiliário em conjunto. O valor é usado na compra ou construção de um imóvel, que depois é negociado.

Depois de todo esse processo, surge o lucro pelo investimento, dividido para todos integrantes, proporcionalmente a quantia que cada um investiu. São os gestores que fazem as coisas acontecerem seguindo regras.

Uma coisa que deve ficar clara é que nenhum investidor de fundos imobiliários têm parte em algo físico, lote ou imóvel.

Como funcionam os fundos imobiliários?

Primeiramente, deve ser colocado de lado a ideia de renda fixa, devido às mudanças repentinas que podem ocorrer, fazendo com que o retorno não seja garantido. Pessoas podem mudar, obras darem problemas, etc.

Somente pode ser compreendido o seu funcionamento entendendo alguns conceitos. Veja:

Ticker: código de identificação do pregão

Portfólio: é o conjunto de tarefas, onde estarão os riscos e estratégias tomadas, investimento.

Cotas: o patrimônio de um dono é dividido em cotas negociadas, compradas.

Valor mínimo: é a quantia mínima que pode ser investida em um cota, podendo ter valor abaixo de cem reais.

Custos: taxa cobrada pela administração e gerenciamento, além de ter uma taxa pelo desempenho, quando o lucro for além do estipulado.

Rendimentos: há uma distribuição de rendimento, isso está na lei, mas o valor será de acordo com resultados que podem ser maior ou menor do esperado.

Tributação: existe uma isenção do Imposto de Renda se atingir critérios como: percentual de participação nas cotas, número de cotistas, negociação ser exclusiva ou não na bolsa de valores, ganho capital.

Amortização: pode haver devolução do dinheiro investido devido à amortização das cotas.

Índice Ifix: é um índice composto por cotas, eles são negociados na bolsa de valores. Eles impactam na distribuição de rendimento, na variação de preços e índices.

Como investir

Para que o seu investimento tenha uma maior oportunidade de ser bem-sucedido é importante que siga esses passos:

  • Portfólio para saber em que fundos está investindo

  • Localização. Ajuda muito no retorno, pela valorização do lugar, um dos quesitos mais importante

  • Inquilinos. São eles que manterão o retorno financeiro

  • Gerenciamento e desempenho. Veja o histórico de rentabilidade

  • Liquidez. As cotas precisam ser vendidas para se ter um retorno

  • Preço. Os ativos têm ligação com o valor das cotas, compare preço patrimonial com valor das cotas

  • Taxa de retorno(Dividend Yield). Isso pode ser feito dividindo o valor dos rendimentos pela cotação das cotas do fundo.

Conclusão

O bom de saber como funcionam os fundos imobiliários, é porque se trata de outro meio de investir dinheiro, mesmo que não seja 100% seguro, o retorno é mais provável.

Esses e outros conteúdos sobre o mercado financeiro estão aqui, em nosso blog, acesse agora mesmo! Se tiver alguma dúvida pergunte.


COMPARTILHE

Resumo do Mercado